---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Solos

Publicado em 03/07/2014 às 08:35 - Atualizado em 10/09/2015 às 16:21

No território de Luiz Alves predominam três tipos de solo, conforme o mapa temático 9 - Solos, com as seguintes variações e estrutura:

Cambissolo Álico. Compreende solos minerais não hidromórficos, caracterizados pela ocorrência de um horizonte B incipiente, definido pelo baixo gradiente textural, pela média a alta relação silte/argila ou pela presença de minerais primários de fácil decomposição . Normalmente apresenta horizontes A, (B) e C. Na região de Luiz Alves geralmente apresentam baixa fertilidade, textura freqüentemente argilosa e ocorrem em relevo forte ondulado e montanhoso como os morros mais altos do município, tanto ao sul quanto ao norte. Quando ocorrem próximo das regiões mais baixas e planas a fração silte apresenta fertilidade variável podendo ser tanto eutrófico quanto distrófico.

Podzólico Vemelho-amarelo Latossólico Álico. Esta classe compreende solos minerais, não hidromórficos, com horizonte B textural, mais profundos que os vermelhoamarelo álicos, apresentando também menor diferenciação de horizontes e usualmente com menor gradiente textural que os Podzólico Vemelho-amarelo típicos. São ainda intermediários para os Latossolos vermelho-amarelos, diferindo destes por apresentarem maior contraste entre horizontes, perfil normalmente menos espesso. Maior relação textural B/A e maior desenvolvimento da estrutura do horizonte B. 
Apresentam seqüência de horizontes A, B, e C com horizonte A do tipo proeminente ou moderado, de textura argilosa e ocasionalmente média e estrutura granular. O horizonte B apresenta cores Bruna forte ou vermelho-amarelo nos matizes 5YR a 7,5YR, valor 4 a 6 e croma 6 a 8. A textura é argilosa e muito argilosa e a estrutura em blocos sub-angulares pequena a média, fraca a moderada, e quando ocorre cerosidade, esta é fraca, ou moderada, ou pouca.
Apresentam relação silte/argila normalmente baixa, em torno de 0,17 a 0,50, argila com alto grau de floculação, relação ki no horizonte B situando-se ente 1,8 a 2,1 e o teor de ferro (Fe2O3) na faixa de 5,0 a 13,0.
São solos de baixa fertilidade natural, com baixos teores de bases trocáveis e teores de alumínio trocáveis em níveis prejudiciais às plantas. Ocorrem no município em altitudes relativamente baixas onde o relevo dominante é o fortemente ondulado (morros mais baixos de Luiz Alves - área central do município e um prolongamento para o norte).

Glei Pouco Húmico distrófico. Solos hidromórficos com elevado teor de matéria orgânica no horizonte superficial quando húmico e horizonte glei dentro de 60 cm da superfície de coloração geralmente acinzentada. São horizontes pouco espessos que apresentam de média a boa fertilidade natural. Ocorrem em relevos planos e margeando rios, principalmente na região distal do Rio Luiz Alves no território municipal(sul). São limitados para o uso em função da má drenagem, por isso são utilizados para o cultivo de hortaliças, arroz irrigado e cana de açúcar. Apresentam associação complexa de Gley pouco húmico distrófico, com argila de baixa atividade textura moderada do horizonte A; quando o horizonte A é proeminente a textura é argilosa mas de baixa e alta atividade Cambissolo distrófico e eutrófico, com argila de baixa atividade com textura moderada ocorrente em relevos suavemente ondulados.

Fonte: Plano Diretor Municipal de Luiz Alves, p. 23-27.